Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

cavalo-de-pau

Belo cavalo-de-pau,
na minha infância.
Trago sempre na lembrança,
tempo que não volta mais.

O meu velho pai cortava,
varinha depois raspava.
Equipava o meu cavalo,
e dava a passear.

Galopando ou rastejando,
quem mandava era a mente.
Pois a energia da gente,
é que faz um passo a mais.

Nas corridas competia,
com o meu irmão querido.
Sempre correndo o risco,
de perde ou de ganhar.

O cavalinho ficou,
preso na recordação.
E na minha liberdade,
o descrevo com emoção.
E ficará para sempre,
no coração e na mente,
O meu velho e meu irmão.

direitos autorais resevados
Toinho
Enviado por Toinho em 18/09/2007
Código do texto: T658174
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Toinho
Nova Cruz - Rio Grande do Norte - Brasil, 54 anos
89 textos (4329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 04:51)
Toinho