Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU, VOCÊ E A SAUDADE

Meu amor, no jardim de nossa casa sentados agora estamos,
Nossos corpos estão cansados,
Nossos cabelos grisalhos,
Nossos filhos estão criados já são homens e mulheres,
Uns casados, outros à caminho do altar.
Como o tempo passou despressa,
Nós nem o vimos passar!

Meu amor, você lembra da primeira flor que te dei,
Das serenatas que fiz debaixo da sua janela,
Do nosso olhar à distância,
Do aperto de mão medroso,
Do nosso abraço tímido,
Do nosso beijo covarde,
Do nosso desejo selvagem???

Você lembra, meu amor, do nosso sim no altar,
Da nossa lua de mel,
Dos nossos castelos de areia
Que as ondas da vida desmancharam,
Dos nossos sonhos coloridos que a realidade apagou???

Ah! Meu amor, que felicidade eu sinto em ter-te comigo,
Vivendo ao meu lado durante tantos anos,
Dividindo as culpas, incertezas e emoções,
Fortalecendo-me quando estava fraco,
Levantando-me quando estava caído,
Alegrando-me quando estava triste,
Dando-me esperança quando estava desiludido!!!

Estamos velhos.
Hoje só nos restam a lembrança e a saudade.



Este poema é dedicado aos antigos casais que fazem da união e vivência um amor eterno.
Carlos Melgaço
Enviado por Carlos Melgaço em 26/09/2007
Código do texto: T669570

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Melgaço
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 59 anos
1148 textos (33650 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:47)
Carlos Melgaço