Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CUPIDOS 



Na cíclica saudade que me abraça
e aperta com força descomunal

                   coração,

                         corpo e

                                mente

           não me dou conta ser ela

                   Mulher ou Homem.

Pensei em escrever cartas

achei que não convinha.

O amor tem dessas coisas, deixa

          a mente inquieta,

                o peito dolorido,

                       a alma excitada...

Não. É melhor não escrever!

As muitas letras apaixonadas

casam melhor  nas  música.

Cantar o amor pode parecer 
arranjo, sonoridade de palavras; 

escrever pode parecer piegas,

pode dar conta que eu,

mulher feita, fiquei refém

de um tal menininho

que nascido outro dia

à noite me dá arrepios.

           É que na maturidade

           amar nos faz criança

           brincando de cabra-cega,

           sendo alvo de flechas e de
           pensamentos estúpidos,
           tolos em ridícula saudade.

 

Divina Reis Jatobá
Enviado por Divina Reis Jatobá em 03/10/2007
Reeditado em 07/07/2008
Código do texto: T678803

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divina Reis Jatobá
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 56 anos
289 textos (39995 leituras)
6 áudios (1220 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 14:09)
Divina Reis Jatobá