Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

transitório

o tempo não passa por aqui
resta congelado nas paredes,
nas vielas inclinadas
o tempo cristalizado
anda devagar, com a calma dos monges

o corpo se encolhe de frio
recolhe-se para dentro da alma
que fugidia ainda se esconde
do dia mal raiado de sol

as pernas doendo
me seguem em passos custosos e curtos
o caminho não acaba
o infinito é percorrido pelo frio

o tempo e o verbo não passam,
indefesa em meu silêncio
pondero valores inquestionáveis

o tempo e o vento contam histórias
de ritmo estranho e cadenciado
na batida dos relógios da igreja

nos gongos primitivos,
no tic-tac enlouquecedor
a marcar milimetricamente a morte

que possui hora e dia certo
possui lugar certo
e sobre ele colocam flores e
remorsos

as flores no frio possuem  cor
mais vivaz
deve ser para compensar a solidão
do vento
o abandono do pólen
jogado
aos desvarios frígidos
de manhã sem sol

na chuva fina
milhões de gotas singelas
banham oceanos, praças, viadutos
e, deixam o chão ensaboado,
pistas escorregadias
onde a queda e a gravidade é
absolutamente natural

a atração de tudo
está no aconchego do interior
no calor interno da mão
que ainda há,
do corpo que ainda pulsa
embora encolhido
na dor que ainda permite ao
sobrevivente contar sua história.

a história é um registro de dores e
privações humanas,
as vezes apenas compensadas por
um futuro meramente promissor.

as vezes compensadas pela certeza
da transitoriedade.
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 09/10/2007
Código do texto: T686861
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1650 textos (3729610 leituras)
35 áudios (5080 audições)
25 e-livros (143648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 21:23)
Gisele Leite

Site do Escritor