Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAGA-LUMES OU PIRILAMPOS:

Vaga-lumes, ou pirilampos:


Tenho pirilampos, a revoar.
Nas madrugadas, de m’vida.
Mini-estrelas, das Campinas.
Onde brinquei, quando guri.

Hoje elas são minhas poesias.
Onde campeio, em meus sonhos.
Tropas de vaga-lumes a piscar.
Pelos campos, onde eu cresci.

Vaga-lumes, talvez pirilampos.
Quando criança me ensinaram.
Há, chamá-los, de pisca-pisca.
Sinalizador da terra, onde nasci.

Hoje moro, em um apartamento.
Distante, dos meus, vaga-lumes.
Aqui sob meus pés, o pisca-pisca.
De luzes da cidade, a me lembrar.

Campinas, pirilampos e as noites.
Passadas, nos campos onde nasci!
Uma lágrima, uma gota de tristeza.
Enxugo e disfarço para não chorar.
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 09/11/2005
Código do texto: T69008
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147473 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:22)
Volnei Rijo Braga