Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Nave do amor

Nas notas das cordas de um violino plangente,
Chora a saudade dentro do peito,
Fazendo a memória pulsar, tão, latente,
Na claridade da lua sem defeito.
 
Eu olho pro céu adornado de estrelas,
E no espelho da lua eu vejo tua face,
E brotam as lagrimas e tento escondê-las,
Pois, o desejo me convida ao enlace.
 
E translúcidos véus me cerram os olhos,
Levando-me em sonho bailando no ar,
Escuto tua voz entrando nos poros,
Na nave do amor em pleno luar.
 
E fora de órbita eu fico a mirar-te
Abduzida pela nave do amor
Girando no espaço tento tocar-te
Mas cega-me a lua no seu esplendor. 

 
Edith Lobato
Enviado por Edith Lobato em 15/10/2007
Reeditado em 14/06/2015
Código do texto: T694749
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edith Lobato). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edith Lobato
Itaituba - Pará - Brasil
192 textos (65178 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 22:55)
Edith Lobato