Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sensatez

Sobre a mesa estão juras de amor
Rabiscadas em cartas envelhecidas
Que deixaram o tempo se encarregar de guardar
E sobre a cama se estende um lençol de sonhos
Que um dia passamos juntos perante o abandono do barulho
Sobre tudo me dedico agora em te fazer feliz
E sobre nós se derramarão as bençõas do amor fiel
Peço que me ouça com clareza
E que depois dessa deixa
Deixe viver esse sentimento lindo que floresce em meu peito jovem
Cheio de sonhos e amores recolhidos
De agora em diante o tempo é curto
E as horas correm com os ponteiros do relógio da parede e de pulso sincronizados
Sincronizados aliás com o relógio da vida
Que não deixa que o tempo pare por detalhes mal resolvidos
Por bobagens mal pronunciadas
Por desentendimentos absurdos e vazios criados até agora
Peço que o próprio tempo nos prove o contrário se agora digo tolices
E que após isso tudo se concretize afinal
Afinal de contas, o que se leva dessa vida são os bons momentos
E jamais a contagem de tempo
As viagens, as alegrias, as boas ações e amor disperso por almas e corações solitários carentes de amor
Débora Costa
Enviado por Débora Costa em 23/10/2007
Código do texto: T706063

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Costa
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 41 anos
24 textos (1252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:51)
Débora Costa