Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÁGUA SALGADA

Sozinho a caminhar pela praia deserta
Procuro em vão tua doce presença
Uma nova onda então me desperta
Anunciando minha triste sentença

Estou só, insuportável realidade
Areia, sol, maresia e torpor
Prestes a morrer de saudade
Nem a maré leva embora minha dor

Cada grão de areia é um lamento
Minha vida já não possui cor
Não tenho força contra esse sentimento
Nem o mar é maior que meu amor

Minha algoz, na verdade é o que tu és
Nem a lágrima faz com que isto passe
Água salgada banha meus doridos pés
Brota n’alma e inunda minha face
Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 28/10/2007
Código do texto: T713198
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 53 anos
1767 textos (290183 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 07:35)
Sigmar Montemor