Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INÚTIL DESEJO

Enquanto meu olhar
Fixa-se no vazio do nada
Eu tento, em vão, buscar
Sua lembrança já passada.
A saudade me causa revolta,
A distância permanente faz doer
Minha poesia em versos denota
Sua ausência, sua presença, você.

E no tempo meu amor eu o procuro
Entre as pessoas, na vida, no sonho,
Nas ilusões de um coração obscuro,
Em todas as direções e nos versos que componho.
O desencontro se faz presente.
Ainda assim, meu olhar percorre
O infinito, o impossível, o ausente,
E mesmo na saudade o amor que não morre.

E no desejo de reencontrar
Você, amor, meu eterno passado,
Eu me entrego, me deixo chorar
Lágrimas de um ser apaixonado.
Apesar de tudo, tento lhe encontrar.
Busco você na solidão, na saudade,
Na lembrança de um sorriso, de um olhar,
No desespero da minha infelicidade.

Algo lembra você, uma música além.
Uma imagem, uma distante visão
De vê-lo retornar a este alguém
Que tanto o ama e implora perdão.
Mas a sua volta é louca imaginação;
É desejo, é sonho sem fim,
É a vontade deste coração
Que timidamente pede:
Volte para mim...
Despecial
Enviado por Despecial em 15/11/2005
Reeditado em 04/12/2005
Código do texto: T72095
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Despecial
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
352 textos (17195 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:24)
Despecial