Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENIGMA DE UM AMOR ACABADO

Sussurro seu nome ao vento
Assobio em silêncio nossa canção
Ultimamente te levo no pensamento
Devoro tua ausência, tua ingratidão
Adormecido está meu coração
Devolva agora meu sentimento
Estou perdido nesta solidão

Estradas minhas são de sonhos
Desafetos marcados com o selo
Invisível, devorador e medonho
Lanço-te, em prantos, um apelo
Seja meu adormecer risonho
O melhor verso que componho
Não se torne meu pesadelo

Musa eterna e saudosa amada
Alimento da minha inspiração
Lua solitária da madrugada
Deixa-me, ao menos, a ilusão
Arranque a dor  enraizada
Desta alma já cansada
E liberta minha emoção!

Alma minha, minha vida
Como pude te perder?
Juro, pelo amor, minha querida
Arrancar de nós este sofrer
Adeus, tristeza e  despedida
Deixam a rosa descolorida,
Os jardins choram por você.
Edil Franci
Enviado por Edil Franci em 04/11/2007
Código do texto: T722914

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Edil Franci e o site www.recantodasletras.uol.com.br/autores/edilfranci). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edil Franci
São Paulo - São Paulo - Brasil
903 textos (73484 leituras)
2 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 00:55)
Edil Franci