Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE

Apalpa meu seio,
Arrebata-me,
Planta meu sonho
Em crateras da lua.
Silencia meus ais.
Cobre-me com etéreo
Corpo
Provocando desmaios.
Acelera meus fluidos
Em queda de cachoeira.
Apalpa meu ventre,
Sente o movimento
De vidas que nele estiveram
Crescendo para o mundo.
Beija-me os lábios em fogo,
Liberta minha fera
Para devorar meus medos.
Ardo em brasas
Na fogueira do meu passado.
Sou, em momentos, hospedeira
Do seu espírito imprevisível
Tornando-me um fragmento
No espaço do tempo.
Vem e rouba das artérias
O vinho que me anima,
Enfraqueço...
Não quero sentir,
Porém estou diante de um xadrez
Disputado, pedra a pedra todo dia.
Ela, cínica, toma o meu rei,
A vitoriosa Saudade,
Para quem perdi o jogo...

08/01/05.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 21/03/2005
Reeditado em 23/03/2005
Código do texto: T7252

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343243 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:20)
Maria Hilda de Jesus Alão