Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

finados

eu não  visito seu túmulo
não lhe compro flores
mas se comprasse seriam lírios
lírios brancos,
copo de leite

recordo ainda seu
fascínio pelo branco

aonde quer que você esteja
você deve saber que lhe
tive amor e respeito
e quando você partiu
um deserto se instaurou
em minha vida

secaram as seivas das árvores,
secaram os rios que correm pro mar,
secaram as águas da chuva,
e, aqui nessa seca densa
nem as lágrimas brotaram.

aonde quer que seu espírito vagueia
peço perdão todos os dias
por não ter feito o que me pediste...
peço para aprender a perdoar
mas as feridas e cicatrizes não me deixam

começam a latejar
a estranhar o corpo, a dádiva
o pão malhado e curtido

nunca mais visitei seu túmulo
depois que ganhaste companhia

não sei se a relva lhe cobre a lápide
se seu nome está apagado ou avivado
se a estrela de davi está limpa e briosa

se o campo é realmente santo
e, nos redime da culpa da vida
e da culpa da morte

morreste em paz?
sinceramente , não sei.
seu último suspiro,
foi um adeus à tudo?
conseguiste?

voltarás a viver outras vidas
e mais vidas terás a perder novamente?
tantas perguntas,
tantas dúvidas,
tantos receios

e quando chega o momento final
o que há sobre nós é uma lápide
fria, carregando nosso nome,
como se fosse uma sina

há deus lá em cima, atrás das nuvens
há uma crença em nossos corações,
acima de nossas cabeças

tantos ouros,
tantos luxos
critérios de higiene,
rapapés, títulos acadêmicos
prêmios internacionais,
nacionais
expressões estéticas
e, tudo se resume dentro
de um caixão estreito,
de madeira barata, de pregos ateus
que não prendem nada,
que não contém nada,
senão um corpo vazio de alma

no dia dos mortos
os vivos se movimentam
e, os mortos ganham vida
em suas lembranças.

quanta saudade há nas flores
quantos poemas foram sepultados
para atingirem a eternidade




Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 07/11/2007
Código do texto: T727614
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1629 textos (3698302 leituras)
33 áudios (5053 audições)
25 e-livros (142726 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 15:15)
Gisele Leite

Site do Escritor