Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TU ÉS POESIA

Ao mirar este céu tão negro
Recordo teu olhar, que me consome,
Este olhar ao qual eu me entrego
Com saudade... sem um nome.
São desejos que não consigo explicar,
Situações que me embaraçam,
Poemas que faço sem decifrar
Nos braços que já não me abraçam.
São vezes em que o pranto cede,
Momentos que eu havia esquecido
E o meu coração a ti pede
Os beijos de amor, meu querido.
Tu és toda a poesia que me invade
Tu és todo o sonho que sei criar
Tu és tudo, és a felicidade,
És a tristeza, o abandonar.
Só tu que se faz saudade,
Tu que me destrói e engana
Com grande farsa e vaidade
Quando diz que me ama.
Ainda assim, tu és poesia,
Tu és minha felicidade constante,
Tu és meu mundo, minha alegria,
Tu és saudade a todo instante!
Despecial
Enviado por Despecial em 19/11/2005
Reeditado em 04/12/2005
Código do texto: T73747
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Despecial
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
352 textos (17197 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:50)
Despecial