Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto









“VIOLÃO DAS SERENATAS”.

                 

 

 

Meu violão seresteiro...

Pendurado na parede,

De quando eu era vaqueiro

Tempos que eu dormia na rede.

 

Já com as cordas quebradas

Sem brilho e sem verniz,

Lembro-me das madrugadas

Das serenatas que fiz.

 

Meu violão companheiro

Quantas noites ficou molhado,

Junto ao velho pandeiro

Descansa em paz ao meu lado.

 

Testemunhou muitos beijos

Noutras viu pais bem zangados,

Já ouviu tantos desejos...

Agora está aposentado.

 

Vou reformá-lo a contento

Pintadinho envernizado,

Colocá-lo em movimento

Pra ter alguém ao meu lado.




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 19/11/2007
Código do texto: T743547
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
3912 textos (261598 leituras)
185 áudios (36399 audições)
9 e-livros (7425 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:02)
Antonio Hugo

Site do Escritor