Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TREM

O TREM

Quando vinha a Maria Fumaça
eis que lá ia eu também
ia ver aquela coisa cheia de graça
locomotiva? pra mim era trem!

Mais que depressa saía correndo
e descalço lá ia eu pra estação
ia feliz porque tava sabendo
que lá ia ter muita agitação

Trem quando chegava no interior
a estação virava um rebuliço danado
vinha padre, prefeito, até doutor
vinha gente de todo lado!

Nossa, como era legal ver aquilo tudo!
falação, choradeira de gente de toda cor
eu ficava bobo, ficava até mudo
até parecia que a capital era no interior

Às vezes me perguntava baixinho:
"Será que um dia eu também vou?
fazer as malas, viajar bem cedinho
sumir no mundo e esquecer do interior?"

Mas chegou a tal da modernidade
veio aeroporto, até telefone veio também
trouxeram tudo novo aqui pra cidade
e aposentaram o velho trem!

Passou o tempo, mas a saudade não passa
do meu tempo de menino, da emoção
ah! quantas saudades sinto da Maria Fumaça!
e que hoje é só uma foto na velha estação
Francisco Monteiro
Enviado por Francisco Monteiro em 21/11/2007
Código do texto: T746499

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Monteiro
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 47 anos
72 textos (1992 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 22:55)
Francisco Monteiro