Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Como se faz se a gente se faz de pessoas?


Todo um sentido deve ser absolvido
Respeito-te, te venero, te protejo!
Sou mais que uma eternidade.
Sou a continuidade de um amor perdido.

Não se finda , eu te quero.
Onde foi que te deixei?
Não que saiba se fui teu um dia.
Mas pesei o pensar em ti.

Sou o avesso do gostar de ti
Pois se me deixei assim
É por querer é te amar sendo.
Sou a alma repartida.

Que reflexo existe em lugar que não se brilha?
O alívio de ser eu quem sabe outro dia?
A luz pode apagar para outra esquecer?
Deveria deixar nascer o sol sem ti?

Estou preparado.
Penso que estou.
Mas sinto sim
Sempre sentirei tua falta.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 30/11/2007
Código do texto: T758740
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1817 textos (50948 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 00:38)
Lorenzo Giuliano Ferrari