Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades da vida





Saudades de rapaz que na nesta hora me deu
No cais era só fugir, para no Tejo nadar
Era idade de correr, brincar, era o aí vou eu!
Saltar, com arco e gancheta era logo um rolar

Rolar, qual carro de corrida que conduzia
E guinava num instante, dos amigos de então
Que foi feito deles? Artur Linhares, o Faria
Zé pingão, o tortinho, canetas e o grande tourão


De nada se fazia uma festa que muitos comungavam
Era hora do bota abaixo, vamos cambada que coisa boa
Saltemos para o carro eléctrico, é à borla não custa nada
Vamos depressa nos vai levar de Alfama à Madragoa

Eram as fugas à escola para jogar à bola ou brincar à apanhada
Assim se passavam as horas desta rapaziada generosa e boa
Vinha a fome para se comer ou muitas vezes para ser enganada
Era a juventude, naquele tempo na minha querida Lisboa
 
Autoria: A. Manuel de Campos
Alberto M de Campos
Enviado por Alberto M de Campos em 04/12/2007
Código do texto: T764140

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alberto M de Campos
Portugal
160 textos (3031 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 09:47)
Alberto M de Campos