Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SODADE DIMAIS


                       
SODADE DIMAIS
Marcial Salaverry

Quando a gente perdemo um amô,
garramos a sofrê...
Sodade fais doê...
Mas pra mode se consolá,
nois garra cantá...
Pruque cantando,
di sofrê vai dexando...
A gente num podemo garrá só
nas tristeza... amarga quinem jiló...
A gento temo qui sabê
qui inda temo nosso vivê...
Si nosso amô foi imbora,
otro nóis arranja sem demora...
Ficá nus canto a chorá,
só quele a sonhá,
a vida num vai mai prestá...
Vamo intonce cantá...
dançá... gandaiá...
Si alembrá daquele jeitin
meio de chamego ansin...
Num pode é si esquecê
qui temo de vivê...

Inspirado na música Qui Nem Jiló, de Luiz Gonzaga.

Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 05/12/2007
Código do texto: T765899
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 78 anos
20816 textos (2049852 leituras)
3 áudios (887 audições)
6 e-livros (2158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 17:52)
Marcial Salaverry