Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade mata?
Sim, mata
Quando gruda na ausência
E respira presença
Quando emerge das cinzas
E renasce da crença
Quando retorna sagaz
E imponente no peito jaz
Quando teima em ficar
Precisando partir
Quando faz confusão
E devia sumir
Quando aflora o passado
Na visão de um nome
Ao som de uma música
No retorno a algum lugar
Na leitura de uma poesia
No olhar pra dentro do peito
No fundo da memória
Tudo vem, tudo volta,
Tudo sente, tudo pede...
E ela mata...
Os resquícios de razão
O presente perfeito
A felicidade embalada
E ela se apodera
Da verdadeira imagem
Do translúcido iodado
Da vontade de aparecer
   Para ver...
        para crer... 
            para amar...

Alaide Santos
Enviado por Alaide Santos em 03/12/2005
Reeditado em 03/12/2005
Código do texto: T80506
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alaide Santos
São Paulo - São Paulo - Brasil
58 textos (5148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:51)
Alaide Santos