Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA PRESSA SÓ ENTENDE DE SAUDADE

Entre um e 
outro passo 
apressado
um “linda”
ressoa atrasado,
o teu chegou há muito, 
adiantado,
num passado distante
e certeiro,
permanece,
estonteante,
aos meus ouvidos cerrados
que só ouvem teu “linda”
o tempo inteiro.
Meu passo apressado
segue,
incomodado
com aquele “linda”
que não foi convidado.
Meu passo apressado
segue, enganado
por sua própria vontade
querendo crer, coitado,
que, de verdade,
apressando o passo dado
apressa os ponteiros do relógio
e os dias do calendário.
Não sabe meu passo apressado
coisa alguma de lógica,
de ciência ou realidade:
só entende de saudade.


Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 06/12/2005
Código do texto: T81673

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:04)
Débora Denadai