Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLORES CELESTIAIS

FLORES CELESTIAIS

A saudade,
foi o adeus
de uma lagrima
que se escondeu
atraz da despedida.

Partiu
sem rumo,
sem colher
os sonhos que
embalaram passeios
entre o céu e o mar.

Um mundo
ficou vazio
com a partida
de um amor que
ficou plantada na
lembranças, e no vacuo
da saudade se perdeu
no rumo da vida.

Um amor
viveu atraz do passado
deixando cicatrizes
na alma, que lamenta
o choro seco de um adeus.

A centelha divina
deixou no espaço o brilho
de nosa paixão, onde os anjos
guardam no portal das flores celestiais,
a chama do amor esperando
a benção de Deus.
poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 10/12/2005
Código do texto: T83485
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (146785 leituras)
186 e-livros (26764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:05)
poeta da paz