Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Presa en mi soledad---Presa em minha solidão

Presa en mi soledad

vuelan tus recuerdos

atados a mi ansiedad.

De espalda al sol

me aprisiona el dolor...

se hizo débil tu amor

y la agonía invade mi corazón.

No entendiste mi razón,

y de gris se vistió nuestra unión.

Creí que todo lo tenía

mas el desencuentro

acarició lo nuestro.

En las alas del viento

tatué tu amor

y hoy solo me alumbra

la luz del viejo farol

que llora en silencio tu adiós.




Presa em minha solidão

voam tuas recordações

atados a minha ansiedade.

De costas ao sol

aprisiona-me a dor...

fez-se débil teu amor

e a agonia invade meu coração.

Não entendeste minha razão,

e de cinza se vestiu nossa união.

Cri que tudo o tinha

mas o desencontro

acariciou o nosso.

Nas asas do vento

tatuei teu amor

e hoje só me alumia

a luz do velho lampião

que chora em silêncio teu adeus

Noris Roberts
Enviado por Noris Roberts em 21/01/2006
Código do texto: T101914
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Noris Roberts
Venezuela, 48 anos
135 textos (2622 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:19)
Noris Roberts