Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando for a hora...

Já lhe falei sobre o amor,
Mas , meu caro! Não posso mais
Meu corpo cansou...
Tanto quanto as idéias estúpidas
Das quais tentei lhe convencer.
Se você não aceita a nossa realidade
Nada mais posso fazer.
A não ser fechar os olhos,
E ver sua alma perecer...Sem deixar vestígios.
E nada mais desejar
Senão flores no seu túmulo,
Quando partires para outro mundo
E nem um sorriso de tristeza me deixar.
Permita que eu lhe tire deste caminho atormentado,
E te leve para o lugar encantado
Aonde agora estou, aonde consegui chegar.
Deixa eu te desejar coisas boas
Como faço com as pessoas que amo,
E na minha oração, você terá um lugar.
Não me tires a figura sensata que encontrei em ti
Pois eu vejo ela ir embora,
Sem ao menos se despedir
Aliás, o que queres que eu faça aqui?
Se eu ainda não posso te mostrar
O quanto eu aprendi ,mesmo na tua ausência
Mesmo escondida , na tua lembrança?
E eu prometo que te perdôo
Por teres me privado da felicidade, com as tuas palavras
Minhas idéias exatas,
Que você fez questão de frustar...
Mas,  não ria de mim,
Por favor, não agora
Deixa eu ficar com um pedacinho de ti
Pra quando mais tarde, o sol se pôr
E você tiver que ir embora.
Deibby Petzinger
Enviado por Deibby Petzinger em 24/01/2006
Código do texto: T103284
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deibby Petzinger
Canela - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
25 textos (1297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:35)
Deibby Petzinger