Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MALVADA MADRUGADA.

Meu olhar triste atravessa a vidraça,
Vejo um casal na rua entre beijos e abraços e eu não acho graça.
Madrugada fria,
Minha vida vazia.


As estrelas tem um brilho apagado,
Na imensidão deste ceu cinzento.
Fecho os olhos e meu pensamento,
Tras voce para perto de mim.

Escuto passos perdidos pela casa,
Penso que è voce, me engano è a solidão.
Madrugada malvada,
O silencio me tortura sem barulho do sorriso de minha amada.

Madrugada dos amantes,
Dos que se mordem de amor na cama
E dos que sofrem distantes.
Estou aqui sem nenhuma estrela que me guie ate voce.


BRIONE CAPRI
BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 25/01/2006
Reeditado em 12/04/2006
Código do texto: T103802
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1428 textos (66612 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 09:47)
BRIONE CAPRI