Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANTAGÔNICO

O papel é testemunha
Muda
De meus desejos, aflições
E blasfêmias.

As lágrimas são traidoras
Vis,
Que sempre revelam
Tudo o que quero ocultar.

Mancham o papel,
Destroem-me a alma,
Desarmam-me,
Revelam-me.

O coração bate,
Acompanhando fielmente
O descompasso
De meus pensamentos.

E o amor,
Com toda maléfica sutileza
Que lhe é peculiar,
Arranca-me confissões
dolorosas.
Gustavo Marinho
Enviado por Gustavo Marinho em 28/01/2006
Reeditado em 28/01/2006
Código do texto: T105134
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Marinho
Maceió - Alagoas - Brasil, 40 anos
82 textos (9807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:29)
Gustavo Marinho