Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÂNGELUS

No cais deserto o poeta chora
Sua musa partiu na madrugada.
Como pode?
Sem nem um adeus!
Enquanto a aurora desponta,
Tingindo lágrimas em tons rosa e carmim,
Na capela os sinos dobram...
Anunciando um novo dia!
No coração não há alegria,
reina soberana a tristeza...
Ah poeta liberte-se!
Saia dessa redoma,
Sua alma clama liberdade...
Ouça ao longe o Ângelus,
É hora da Ave Maria!
Abra seu coração massacrado,
Coloque nas mãos de Deus,
todos os problemas seus...
Na fé encontrará guarida,
Ungüento, sedativo,
Tudo, que necessita,
Para cicatrizar sua alma sofrida...


Santos SP
07/02/2006  18:00
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 07/02/2006
Reeditado em 27/04/2011
Código do texto: T109086

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Santos - São Paulo - Brasil
941 textos (96691 leituras)
145 áudios (12768 audições)
18 e-livros (4283 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:50)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor