Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Condenação

Alma ferida,
Coração dilacerado,
Pranto incontido.
Olho para o lado tu não estás,
Nosso leito está vazio de ti.
Essa dor que cala fundo dentro do peito,
O frio da solidão me assola.
Grito teu nome,
Não me ouves!
O desespero toma conta de mim,
O que fazer?
Como te trazer de volta para mim?
Minha boca te deseja,
Meus braços te pedem,
Meu corpo incandesce,
Onde estás?
Porque não voltas?
Como um grande amor pode acabar assim?
Eu errei, tu erraste, erramos nós.
Porque não há perdão?
Estamos nos condenando um ao outro a solidão...


Beijos "ÐäMå Ðë ÑëG®ö" 


***
Dama De Negro
Enviado por Dama De Negro em 10/02/2006
Código do texto: T110108

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dama De Negro
São Paulo - São Paulo - Brasil
1890 textos (146141 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:58)
Dama De Negro