Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta a Um Amor Impossível,

(coloquei-me na condição do ser amado, que sofre por se sentir amado e não poder corresponder a esse amor... Acho que na verdade, todos nós adoraríamos, receber algo assim... Talvez ficaríamos ainda mais apaixonadas.. Mais com o coração cheio de certezas..)

*******

Tua carta é tão doce;
É tão cheia de cores!

Sobre o branco do papel de
Tão branco que faz agente pensar
Num pedaço doce de algodão doce!

Dou me conta de que em minhas mãos;
Há toda tua alma confiante, demonstradas no papel;
Onde me revelas esse amor deslumbrante!!
Que me enche o coração de uma imensa ansiedade que
Toma-me numa imensa saudade!

Com tua carta em minhas mãos,
Sinto o peso da emoção...
E lhe respondo surpreso;
Relembrando em minhas lembranças esquecidas,
Uma historia perdida:
( - Falo dos poucos dias que juntos passamos )

Confesso não compreender esse amor tão grande,
Que por mim revelas!
Não mereço tanta ternura e afeto assim, sem fim!!

Não digas, que és tão minha que mesmo que
Não lhe ame e que fiques sozinha bastará para ti,
A lembrança feliz dos dias de ilusões em que
Juntos ficamos e que o agora já não existe!

Tua carta é cheia de frases de pura
Ternura!
Confesso a vós que traí a mão delicada e a alma
De quem a fez!
Tua carta é a expressão da mulher,
Que uma vez....
(...não, não recorde-mos estas coisas, mais para o teu bem deixe o passado em paz! Já que não posso trazê-lo como uma recordação feliz para não prolongar um sonho que eu mesmo desfiz!)

Tua carta é o reflexo da tua beleza!
E a forma como me ofertas é cheia de tanta pureza!
Uma alma de mulher,
Num corpo de menina!!

Hoje descubro ao ler tua alma;
Que teu sonho lindo... Era mais que um sonho;
Era mais que um sonho;
Era mesmo, em verdade uma grande esperança de felicidade!!

Perdoa o involuntário mal que lhe causei!

A carta que escreveste,
Há bem pouco guardei!

Um grande mal,
Também causou-me sem querer!

É bem confuso..
É triste agente perceber que encontrou seu ideal;
O ideal mais belo..
E o destruir, tal como eu agora quebro!

É doloroso agente em mil anos sonha-lo e inesperadamente
Ter que abandona-lo!
Se um dia...
Se algum dia, eu quis um ideal de amor.. Era esse!
Ingênuo...
Puro amor...
Sem artifícios...
Autentico...
Tudo para fazer feliz o ser que quer e adora!

E pensar que todo esse sentimento...
Todo esse bom sentimento era o meu velho sonho...
Meu maior ideal e desejo, onde abandono!
Onde desprezo... Renuncio...
Me dói abandonar – ti e no meu peito se enche
De amargura!

Em fim,
Sinta-se vingada!

Há de este falso amor lhe ficar na lembrança como
Uma experiência...
A primeira sentida e doida, das muitas que talvez
Ainda encontres no seu caminhar!

Sejas feliz minha doce amiga...
Eu me despeço aqui!
Lamento meu destino, Porque te perdi!

E amaldiçoou está carta por tudo o que
Ela lhe diz!!!

Não chores,!
Porque eu sei que ainda serás feliz!

E que as lágrimas do agora, seja enxuta pelo
Calor de um verdadeiro.. Eterno e merecedor
Amor teu...

Sejas feliz!
Amanhã tudo isso será lenda...

E peça a Deus por mim,
Que eu nunca me arrependa do
Grande amor que agora eu perdi!!

(01/12/2005)


Mone TCarmo
Enviado por Mone TCarmo em 15/02/2006
Reeditado em 10/04/2011
Código do texto: T112104
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Direitos autorais à Simone Teixeira do Carmo) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mone TCarmo
Belém - Pará - Brasil, 37 anos
2862 textos (287292 leituras)
56 áudios (8739 audições)
4 e-livros (918 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:12)
Mone TCarmo