Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O RAMALHETE ASSASSINO

O silêncio da casa foi quebrado,
Alguém chamou no portão com urgência.
Ela sem entender foi atender,
Afirmou seu nome:Inocência.

Um lindo ramalhete de flores,
Trazendo perfumes e dores.
Sem saber o remetente ela o recebeu,
Com um sorriso surpresa agradeceu.

Tento o ramalhete em seus braços,
No peito uma onda de emoção.
Em poucos instantes tudo estava cinza,
Seu corpo jogado no chão.

O ramalhete assassino,
Tirou-lhe os sonhos suas chances de ser feliz.
O bilhete virou confetes sem nenhuma leitura.
Ela partiu sem levar flores para sua sepultura.

BRIONE CAPRI
BRIONE CAPRI
Enviado por BRIONE CAPRI em 05/03/2006
Código do texto: T119285
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BRIONE CAPRI
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 32 anos
1428 textos (66602 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:31)
BRIONE CAPRI