Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma Fugidia

Minha alma está cansada da sua morada,
Vaga taciturna, perdida, quase de partida...
Não deseja mais dores... a dor da perda
É cruel demais, quem fica perde meia vida.
 
Minha alma hoje quer partir também....
Não deseja sentir a dor da ausência...
De que vale uma existência no vazio?
Tudo se perde na imposta penitência...
 
Minha alma está ferida, sem asas...
Meu sorriso se fechou para o mundo.
Onde toco e olho... lá está ela tão linda,
Tão meiga... em seu carinho mudo!...
 
Seu último carinho ficou em minhas mãos...
A noite mal dormida, ainda continua em mim.
E meus lábios sem querer, chamam seu nome.
Oh vida! - Por quê? - Por que ter que ser assim?
Mary Trujillo
06.02.2006
 
Respeite os direitos autorais
Mary Trujillo
Enviado por Mary Trujillo em 07/03/2006
Código do texto: T119830

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Trujillo
São Paulo - São Paulo - Brasil
387 textos (25776 leituras)
41 áudios (1840 audições)
8 e-livros (1171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:06)
Mary Trujillo