Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEIXO-TE

©Sicouza

Deixo-te sim,
se este é teu desejo;
(farei uma pergunta ao fim)
Deixo-te assim,
A recordar-se de mim
no que foi bom e gostou
Deixo ainda escondidos
ocres sabores do ruiim
Ama-se demasiadamente na vida,
Sabia que é sempre assim:
Goza-se sonhos lindos,
no calor de intemináveis abraços,
tudo que não devia se acabar
[e agora,o que eu faço?]
Mas em certo momento
Chega-se ao fim...
Sem aviso, sem risos
apenas muitos suspiros
Cansaço seu,de mim.
Deixo-te sim,
A arrepender-se das loucuras
queridas e intensamente vividas
Hoje,lembranças doloridas...
Deixo-te recordar,
E deixo-te a mais querer-me
Deixo-te arrepender-se
Mas quero que me permitas
Continuar sem te esquecer!



Goiânia, 11.03.06
Sicouza
Enviado por Sicouza em 11/03/2006
Reeditado em 12/03/2006
Código do texto: T121946

Áudio
DEIXO - TE - Sicouza
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sicouza
Goiânia - Goiás - Brasil
72 textos (5309 leituras)
51 áudios (2884 audições)
3 e-livros (344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:23)
Sicouza