Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As lagrimas de um palhaço


As lagrimas de um palhaço


Um espaço de resistência
Que se transforma e assim
O poeta mais belo em seus versos,
Que as noites idealizadas dos amados
Inflamados de amor e mudanças impostas.

O poeta resiste sem se preocupar
Ou sim com uma pedra no caminho.
Mais dramas e miragens, sem problemas
Disso o poeta já sabe.

No dia em que ele
Concretizou sua senhora
O céu deu um sorriso
Mais tão logo sua vida culminou

A felicidade passageira
Foi uma olhar de amor que ele lançou.
Não sei digerir o nunca mais.
Mas no ultimo momento
O poeta descobriu o tempo que
Refaz o dissolúvel
E como uma criança
Em dança, sorriu.

E bradou em alta voz:
Viva a liberdade!



Mas no ultimo momento
O poeta descobriu que toda
Sua causa nunca passou do
 Fruto de sua imaginação.


Riram dele, como riem ao assistir
Apresentações de um palhaço que faz graça no circo.
Riram de suas falhas e sonhos longes do real.
Riram e ele pela ultima vez chorou.



Jane Krist Coffee

... Sorrir vai fingindo a sua dor...

Jane Krist Coffee
Enviado por Jane Krist Coffee em 16/03/2006
Código do texto: T124123

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jane Krist Coffee). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jane Krist Coffee
São Paulo - São Paulo - Brasil
503 textos (67728 leituras)
1 e-livros (1205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:48)
Jane Krist Coffee