Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao Verter De Minhas Lágrimas

 Choro pelo amanhecer violado
 Por deparar-me outra vez com o destino repressor
 Com a negra melodia do jardim do réquiem
 E com seu impiedoso abraço do adeus

 Lamento por você não acreditar
 Que eu apenas por ti morreria
 Por não estilhaçar ao cão o cálice da discórdia
 E por seu desejo de me ver sangrar até o fim

 Choro porque sou escrava do teu sorriso
 Sou uma maldita princesa em pedaços
 Que ainda possui tua respiração
 Onde cravado em mim ressoa

 Me preencho com o real sentimento à ti
 E por saber que por mais um dia
 Você abriu os olhos ao amanhecer

 Este segredo se manteve sepultado em mim
 Por entre os ramos da covardia
 Sendo levado para o mais absoluto silêncio

 Então, estarei afundando nas areias da solidão
 E sei que até o fim de meus dias
 Minhas lágrimas hão de verter
Lidianery Massari
Enviado por Lidianery Massari em 18/03/2006
Código do texto: T124740

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria própria de Lidianery Massari). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lidianery Massari
Jacutinga - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
17 textos (544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:28)
Lidianery Massari