Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Roleta da Despedida

Ontem doeu tão intensamente, tão profundamente
Que as palavras se esconderam e só as lágrimas escorreram
Os olhos brilharam e o ar parecia tão pouco
A respiração custava e a agonia aumentava

Ontem custou ver os olhares tristes
As palavras sentidas mas dolorosas da despedida
As fugas de quem não sabia o que dizer
O meu virar de costas quando não me conseguia conter

Ontem foi duro ver um pedaço de mim desfazer-se
Custou olhar em redor e saber que tudo iria mudar
Mas que nada mudaria porque alguém iria ocupar
A minha cadeira vazia e o meu lugar

Ontem chorei quando fiquei sózinha
Lágrimas tristes que ameaçaram tantas vezes correr
E que só à custa de muito sacrificio
As consegui deter

Ontem parti sem dizer o que queria
Sem agradecer tudo o que devia
Sem ver o que tanto desejava
Parti sem sequer dizer

Ontem com o coração dorido e sentido
Virei mais uma página da minha vida
Mais uma etapa, mais uma fase
Mais um fim com direito a recomeço

Ontem meus queridos voltei a escurecer
Mas a vocês eu dedico o meu sorriso
As minhas palavras, as minhas alegrias
Aquilo que o tempo não faz esquecer

Ontem enquanto compilava as minhas coisas
Embrulhei-vos em papel colorido para presente
E ofereci-o secretamente a mim própria
Está guardado para sempre no meu coração

Ontem senti que amar pode ser sofrer
Mas se for para ver o que vi e sentir o que senti
Deixem-me amar porque mesmo que doia, mesmo que aperte
Valerá sempre a pena porque aconteceu
Sonya
Enviado por Sonya em 01/04/2006
Reeditado em 01/04/2006
Código do texto: T131965
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonya
Portugal, 34 anos
170 textos (17297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:21)
Sonya