Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARIPOSA

ela desceu ao submundo d’alma
descobriu que era escrava de si

corpo autômato, vontade comprada!
prazer ensaiado

razões verdadeiras, prantos honesto
mas...

o melhor e recompor-se
cobrir com “rouge” as lágrimas
e...
esperar o próximo freguês

se rico ou pobre,não sei
um bêbado, gigolô, executivo
não importa. todos são iguais

a música embala o sonho
o vitroux fica lilás
o veneno desce cortando
o fim é em grande estilo

Dorme em paz
Dama da noite

JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Enviado por JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES em 17/04/2006
Código do texto: T140652
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES
Eldorado do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
216 textos (80589 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:57)
JOAO DE DEUS VIEIRA ALVES