Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁGRIMA QUENTE

Utopia irreverente, destrói meus sentimentos
Um fênix maldoso neste fetiche, nesta paixão
Profana dor esta penitência, desta veneração
Ausência sofrida, que desatina pensamentos

Desta dor que vem e triunfa e que tão impune
Marcando esta vida que agora em mim vegeta
Lágrima de amor cálido, este coração espeta
Nesta espera minh´alma luta, porém sucumbe

Quanto esperei por você e a dor da decepção
Nesta longa espera de você,  morrendo estou
No amor os retalhos poéticos, que me restou
Pedaços de sentimentos nos versos da ilusão

Das dores maiores suportáveis, que se sente
Este mundo solitário deste meu aflito coração
Das incertezas que falo,  com grande emoção
Rolou agora, mais esta minha lágrima quente

 

 

Renate Emanuele
Enviado por Renate Emanuele em 02/05/2005
Código do texto: T14309
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renate Emanuele
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
136 textos (10572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:01)
Renate Emanuele