Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Súplicas de Solidão

      Não tenho na vida muita sorte
      e quero apenas estar sozinho
      quando me vier a doce morte.

      Quero na pele a tristeza camuflada
      minha vida toda em preto e branco
      e toda trêmula voz silênciada.

      Quero um amor já esquecido
      quero ter perto de mim
      um anjo belo e entristecido.
       
      Quero triste meu coração
      e toda dor que eu puder
      em momentos de solidão.
Rivelino Matos
Enviado por Rivelino Matos em 26/04/2006
Reeditado em 08/12/2007
Código do texto: T145727

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivelino Matos
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil
124 textos (6775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:16)
Rivelino Matos