Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atoa

Algo aqui dentro implora saída.
Correntes invisíveis que prendem-me
Desejam ser brisas.
Não descobri ainda
Os segredos que não há na vida.
E devoro o medo
Anceio o desejo
De possuir o que me possui.
Quem fui até agora
E o que serei um dia
Se duvido, duvido, duvido...
Duvido da vida?!
E essa agonia, esse quotidiano...
Passo as horas, dias, anos...
Não passo nada.
Quem me passa?
Quem me vê?

Passarinho,
O meu canto é mais triste:
Passei a vida toda
À toa, à toa...atoa.
Dio Lenno
Enviado por Dio Lenno em 26/04/2006
Código do texto: T145778

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dio Lenno
Macapá - Amapá - Brasil, 31 anos
211 textos (12938 leituras)
3 áudios (315 audições)
1 e-livros (4 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:44)
Dio Lenno