Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sozinha...




Sonhei com um grande amor!

Passeando nos campos da minha imaginação,

Embriaguei-me no cálice da ilusão.

Enfrentei as procelas das desilusões,

Atirei-me de corpo e alma,

Nos braços da paixão.

Navegando sem a armadura do medo,

Que retém o impulso e alivia a vontade.

Fico à deriva num mar de emoções...

Ferida, esmagada, iludida, fascinada... Perdida!

Mais como o mar,

Firme no prazer de me esfacelar,

De encontro a braços tão quentes,

Beijos tão ardentes...

Belo espetáculo,

As ondas no seu eterno suicídio contra as pedras,

Eu, inebriada de paixão ao encontro da dureza do teu amor.

Só sexo sem amor, final agraciado com dor!

Despedaçada, mais viva.

Tendo sangrando o coração,

Emergindo para a realidade da solidão!

Hoje, um frenesi de espasmos,

Dominam meu corpo cansado,

Mais meu desejo incutido foge do meu domínio,

Sinto o cheiro de corpos se amando,

E os delírios acordam meu vulcão adormecido,

E em erupção se encontra minha luxúria,

Subjugada por lembranças ardentes,

Lascívia,  luxúrias pendentes,

Imagino, tua boca, teus dentes...

Tuas mãos em descaminhos por minha pele,

E o desejo me impele ao amor solitário,

E me faço escrava das emoções... Doce loucura!

Meu cio não tem cura.

Incita-me a continuar minha procura,

Tento resgatar meus sonhos,

Compartilhar segredos...

Abordo então as palavras,

Quando meu silêncio faz meu corpo gritar,

As paredes como testemunhas,

De tanto amor feito sozinho...

Testemunhas quietas, passivas,

Das noites insones,

Em que acariciando minha pele,

Arranco gemidos, meus apelos por calor,

De outro corpo colado, que afague minha solidão!

Que apague esse incêndio,

Que incinera minha razão,

Faz-me vibra e transbordar pela pele,

Toda minha emoção.

Em forma de larvas mornas que brotam,

Do meu ventre, ansioso pelo encontro de outro...

Meu corpo implora companhia.

Silenciosa, uma lágrima corre pela minha face,

E morre em meus lábios,

E me sinto tão sozinha!









Observadora
Enviado por Observadora em 27/04/2006
Código do texto: T146213
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 50 anos
487 textos (27392 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:37)
Observadora