Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEU GRITO

Aquela manha
quando sua alma chamou por mim
eu estava ali a espreita
naquela janela
voce estava olhando a paisagem
mergulhado em pensamentos
e a sua emocao
transformou-se em um grito
Meus olhos marejaram
naquele momento...
Entrei dentro de seu corpo
e pude ver
seu coracao batendo, confrangido
seu sangue pulsando mais forte
sua angustia
a vontade de sair por aquela estrada
e deixar tudo para tras
Aquela manha
senti seu medo, sua confusao
pediu-me socorro
gritou tao alto seu coracao!
lagrimas desceram pelo meu rosto
e eu o abracei em pensamento
(doce momento)
Seu grito acalmou-se
quando de volta a realidade
deparou-se com sua impotencia
de mudar o hoje...
Quisera eu ter o poder
de tocar com meus dedos
o relogio do tempo
e faze-lo seguir aquela estrada sozinho
naquele apelo urgente de encontrar
o seu caminho
Seu grito, silencioso, guardado
sofrido, encarcerado, proibido,
cheio de dor
Nos fez cumplices
e foi quase... um momento de amor
Mary Fioratti
Enviado por Mary Fioratti em 14/05/2006
Código do texto: T155686
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Fioratti
Estados Unidos
68 textos (8448 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:39)
Mary Fioratti