Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não há máscaras para a tristeza

Sou absolutamente triste
carrego a tristeza como um fardo pesado
Uma cruz!

Nos poucos instantes de alegria etérea
O riso se dá com gozo
Chóro de êxtase
Sei que dura pouco

É neste momento
que denuncio-me
Sou absolutamente triste
e não consigo disfarçar

Não há máscaras para a tristeza
Ela própria é uma
Impossível de se arrancar
Bobo da Morte
Enviado por Bobo da Morte em 23/05/2006
Reeditado em 24/05/2006
Código do texto: T161523

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bobo da Morte
Maringá - Paraná - Brasil, 29 anos
55 textos (2817 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:26)
Bobo da Morte