Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fase da amargura

A folha em branco me chama a criar,
  Desabafar, voltar a falar...
Mas as palavras já não fluem como antes...
  O momento é de lembrança e amargura,
De solidão e carência de amor.

A escuridão me parece tão densa
  Que eu posso até tocá-la
Ou com ela me chocar...

Medos vêem à tona em mil formas;
  Medo de não saber viver sozinho novamente.
Me sinto bem, se estou sozinho e no escuro,
  Mas odeio a solidão...parece que não tenho futuro.

A mente entende que é melhor assim,
  Só que o corpo e a alma discordam.
Razão! Racional! Animal!
  Besta-fera! Sentimento! Necessidade!


Fantasmas profanos irrompem de onde os havia confinado...
  Dói demais! Parecem choques elétricos no peito.
Tão difícil. Talvez idiota e sem sentido.
  Era para ser um mar de rosas e suspiros...
Tornou-se um rio de lágrimas e gritos.

Outro paradoxo: Sinto tanta falta...
  Mas quero ficar longe.
Desejo a alegria, mas me agarro à tristeza.
  Digo que não! E o coração implora um sim...

Onde está o sentido, disso que chamamos vida?

Se Tu existes e me ouve aí de cima, diga-me;
  Onde está o caminho?
  Pois escureceu e estou completamente perdido...
Acho que não tenho futuro...
DEMIAN
Enviado por DEMIAN em 29/05/2006
Código do texto: T165535
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DEMIAN
Guarapuava - Paraná - Brasil
38 textos (3502 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:58)
DEMIAN