Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Premonição

Ainda indo eu penso na chegada
De um tempo que não tenho e não conheço
E vago a esmo pela minha estrada
Lembrando-me de tudo que me esqueço

Assolem meu dormir meus pesadelos:
E os medos que carrego na existência
Do grilhão que me fere os tornozelos
E veste a estranha vida de demência.

Não turve a tempestade o meu sentido
Nem uive o vento sobre o negro prado
Sem que o lamento que eu tiver vertido
Tornasse em poesia este vão brado

Quem sabe, a solidão que eu tive um dia
Se acabe na cadeia que se rompe
Deixando para trás o que eu queria
Enquanto o coração viaje ao longe
Henrique de Castro Silva Junior
Enviado por Henrique de Castro Silva Junior em 29/05/2006
Código do texto: T165617
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Henrique de Castro Silva Junior
Paracambi - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
51 textos (6439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:24)
Henrique de Castro Silva Junior