Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tomaínas

De que importa a mim que a primavera
Surja trazendo rosas e melissas
Já que o urubu pousado nas carniças
Resume toda a sorte que me espera.

Vejo e conheço que a pesada terra
É a sócia desse verme dissoluto
Que roerá meus ossos num minuto
Na pútrida matéria que me encerra

E então, toda esta corja bacteriana
Que hoje me referve nas entranhas
Não mais refreará as torpes sanhas
De esfacelar-me a podre carne humana.
Henrique de Castro Silva Junior
Enviado por Henrique de Castro Silva Junior em 30/05/2006
Código do texto: T165725
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Henrique de Castro Silva Junior
Paracambi - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
51 textos (6439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:27)
Henrique de Castro Silva Junior