Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Um grande silencio
Um enorme vazio
Abriu em mim

As palavras sumiram
Meus olhos murcharam
Uma dor sem fim

Meu rosto empalideceu
Minha face entristeceu
Pela falta deste amor

Não consigo viver
Meu dia é um eterno entardecer
Sufocado por esta dor.

Tudo que faço
Termina num fracasso
Não sei pra onde ir

Sinto tão sozinho
Permaneço neste caminho
Sem querer sair.

Perdi toda esperança
Sinto-me frágil como criança
Que perdeu seu brinquedo

Definho-me neste canto
Emaranhado no meu pranto
Sob a tensão do medo
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 31/05/2006
Código do texto: T166778
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219477 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:19)
Ataíde Lemos

Site do Escritor