Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOLHA SECA

lisieux

Eu já não sei mais escrever...

O lápis, descaído,
como o braço,
inerte permanece,
do meu lado.

Nada mais brota do fundo.
Sentimento profundo,
mas calado
não mais sabe dizer
palavras doces...
ou mesmo amargas,
tristes,
de saudade.

Tudo é silêncio à minha volta...

A escolta
de etéreas sombras
é a minha companhia permanente...

Demente, apenas sei
chamar teu nome;
com febre, sede,
insaciável fome,
sabendo embora
que não mais me ouves
e que jamais me baterás à porta.

Já não sei mais escrever...

Sou, agora,
triste folha de outono
que o vento faz soprar
sem tempo ou rota:

seca
e
morta.

BH - 25.04.06
15h58m
lisieux
Enviado por lisieux em 08/06/2006
Código do texto: T171489
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:19)
lisieux