Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Terra ...Mãe desprezada!

A terra que nos abraça,
Mima, acolhe, ternura de mãe...
Às vezes disfarça, finge que não vê,
Em outras, descontrola, castiga-nos,
Com um ou outro ensinamento.

Mostra-se quão descontente... Tanta crueldade!
Lança sobre nós, o mar, pede socorro,
Como um corpo que sangra,
Abre as entranhas, cospe fogo,

A terra enfurece, explode,
Derrama-se em chamas, desespera-se,
Grita, uiva, enlouquece, pede, implora, ajoelha-se,
E padece, no horror da ignorância!

E o homem que não aprende nunca,
Vai seguindo seu destino, ferindo, atacando,
Destruindo tudo em sua volta,
A terra mãe se revolta! Inquieta-se,

Chora, apavora-se, lamenta...
Mas não desiste, nunca se apequena,
Diante a insensatez humana.
E continua... Continua!


paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 08/06/2006
Reeditado em 06/09/2006
Código do texto: T171847

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (470455 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:56)
paulo cesar coelho

Site do Escritor