Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dirceu sem Dorotéia



Não posso ser um homem pela metade
Não posso lhe oferecer flores do jardim alheio
Não posso fingir ser doce o amargo fel
Não posso sorrir essa tristeza que trago

Não posso explicar o inexistente
Não posso aceitar a ausência
Não posso viver entorpecido
Não posso morrer em teus braços

Não posso ser Dirceu sem Dorotéia
Não posso suportar a desilusão
Não posso alienar-me na dor
Não posso ter coragem na fraqueza

Não posso ver o sol na escuridão
Não posso morar na saudade
Não posso perder-me em tua alma
Não posso balançar-me no lamento

Não posso ser Tomaz Gonzaga
Não posso viver sem Ouro Preto
Não posso ser um Inconfidente da Paixão
Não posso sonhar na prisão

Sou um peixe sufocando fora do mar
Sou um tubarão sem barbatanas
Sou mais presa que predador
Sou o fim em mim mesmo
Andretti
Enviado por Andretti em 17/06/2006
Código do texto: T176943

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andretti
Arapiraca - Alagoas - Brasil
599 textos (12975 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 22:50)
Andretti