Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Travesseiro

Vivo num espaço de cinqüenta metros quadrados.

Vivo bem, vivo mal?
Meu travesseiro é quem sabe.
Dentro de mim só me cabe
aquilo que eu não disser.
Aquilo que eu não puder
ver com meus olhos nublados
também cabe dentro de mim.

Distância aumentando assim.
Você vai ficando pra trás,
você vai ficando distante.
Você que foi cara demais,
você que surgiu em instantes
tão raros, difíceis de achar.

Você que não foi muito mais
que a tal da invenção que criei.

Lá fora a chuva me diz...,
o vento me fala feliz.
O olhar que se cala excludente,
na certa não estou mais doente.
Você, uma névoa pairando
no horizonte da minha incerteza.
Tenho só a sutileza
da minha cabeceira impassível.

Você, que nem sei se é crível.
Nada me foi tão possível.
Mas meu travesseiro é que entende
o que se passa comigo.


Rio, 26/04/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 17/06/2006
Reeditado em 28/10/2006
Código do texto: T177412

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6596 textos (144501 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:23)