Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRISTEZA

      TRISTEZA
      Caio Amaral
 
      Tristeza, que mata-me lentamente...
      Fere minh'alma, corroe o meu espírito,
      e rasga minha carne de sofrer e dor!
     
      Tristeza que em mim habita e não me deixa,
      Que arde, queima no meu peito,
      e dilacera meu sofrido coração.
           
      Tristeza...é um castigo que me acompanha.
      Impossivel raciocinar, quando muito
      desta maneira consiga sobreviver.
                       
      A ausência de tí é insuportável.
      Preciso do teu calor, do teu carinho
      da tua presença,  do teu ninho
       
      Venha...venha logo por favor!
      Não  demore mais um segundo sequer...
      Necessito de ti e minha vida a tí pertence,
 
      Venha...venha logo por favor!
      pois, desta tristeza e melancolia,
      o mais rápido quero deixar
Caio Amaral
Enviado por Caio Amaral em 18/06/2006
Código do texto: T177855

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Caio Amaral). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Amaral
São Paulo - São Paulo - Brasil
251 textos (64534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:58)
Caio Amaral